CRÍTICA | A Noiva: Terror russo é quase grotescamente bizarro

foto a noiva filme russia

 NOTA: (2,5 / 5)

Alguns filmes contemporâneos russos parecem ter a ousada premissa da similaridade com o cinema ocidental, sem deixar-se confundir como mero plágio. Vê-se a procura por autenticidade em trabalhos fortemente inspirados pelos filmes ingleses e americanos, o que é algo respeitável se se considerar que (quase) nada hoje se cria, mas se copia. Este é o caso do terror A Noiva (Nevesta), que foi exibido no final deste ano no Brasil com um terrível detalhe: a versão legendada em português apresentou no áudio uma dublagem em inglês – péssima, por sinal. Eis o primeiro argumento que justifica uma tentativa de se aproximar de recursos ocidentais que deram certo, como os que se veem em A Mulher de Preto e A Chave Mestra. O “tempero russo” supostamente fica a cargo da fantasia exagerada, ainda que recaia menos em algo propriamente autêntico do que em uma ode inesperada aos contos alemães dos irmãos Grimm.

Continue Reading