A Vida Após a Vida | Jia Zhang-Ke e o Cinema chinês da sexta geração

foto filme a vida apos a vida

O filme de estréia do diretor Zhang Hanyi, A Vida Após a Vida (Zhi fan ye Mao), pode ser considerado como um dos muitos filmes alternativos chineses que ganharam notoriedade menos dentro do seu país de origem do que fora dele. Além de Hanyi ter ganhado um prêmio em Hong Kong destinado aos diretores iniciantes, seu filme também concorreu no Festival de Berlim em 2016, na Alemanha, e chegou a ser exibido no Brasil no mesmo ano no Festival Indie, que aconteceu em São Paulo e em Belo Horizonte. Em 2017, ainda foi exibido em alguns cinemas brasileiros para o grande público.

O filme é dirigido por um estreante na área, mas é produzido pelo já consagrado Jia Zhang-Ke, o que leva a crer que por baixo da simplicidade vista nesta produção, há algo nas entrelinhas passível de uma análise mais contextual. Esta produção revela indícios de que ela segue uma onda cinematográfica importante na China, relevante para todos os que buscam conhecer mais afundo a grande história do cinema chinês.

A seguir, veremos do que se trata a história deste filme, qual a importância de Jia Zhang-Ke nele, e qual a relação desse longa com o cinema independente chinês.

Continue Reading

Festival de Cannes 2017: 11 Filmes Orientais para ficar de olho

foto filme the day after geu-hu festival de cannes 2017

O Festival de Cannes 2017 acontece entre os dias 17 e 28 de maio em Cannes, no sul da França. Dezoito filmes disputam pela Palma de Ouro na categoria principal, e mais dezesseis entra na sessão paralela Um Certain Regard. Vinte e nove países serão representados no Festival com 49 produções participando no total.

Essa edição marca o 70° aniversário do evento, e a novidade esse ano é a presença de dois filmes produzidos por uma plataforma online de streaming, a Netflix. Isso tem causado bastante polêmica devido a empresa ter se recusado a exibir seus filmes nas telas de cinema da França. Por causa disso, a partir do ano que vem, será obrigatório que todos os filmes concorrentes em Cannes sejam exibidos nos cinemas.

Continue Reading

Dia das Mães: 7 Filmes Asiáticos sobre mães para se emocionar

filmes asiáticos sobre mães

O Dia das Mães é sem dúvida uma data extremamente sensível e especial, dedicado àquelas que sempre nos cuidam e nos amam incondicionalmente. Separei então sete filmes asiáticos sobre mães para você assistir ao lado da sua e da sua família. Esse post é dedicado para todos os amantes do cinema oriental, para quem quer recomendações dos clássicos, e para aqueles que têm descendentes vindos de algum dos países abaixo (para matar a saudade e relembrar velhos tempos). Confira:

Continue Reading

Crítica | Clash: Um retrato da polarização egípcia destinado aos egípcios

filme crítica clash

NOTA: (3,5 / 5)

Os filmes do Oriente Médio não costumam ser exibidos nos circuitos comerciais no Brasil, embora isso venha mudando em face da emergência internacional dos conflitos daquela região. E um dos principais responsáveis por impulsionar o cinema árabe no mundo é o próprio diretor Mohamed Diab, que em meio à efervescência da Primavera Árabe, ganhou diversos prêmios internacionais com o filme de 2010 ‘Cairo 678’ (678), no qual denunciou não apenas o assédio que as mulheres diariamente vêm sofrendo no Egito, mas também o machismo estrutural que prevalece e dificulta o acesso delas ao aparato da justiça em casos como esse.

Em Clash (Eshtebak), seis anos depois, o mesmo diretor voltou a abordar a sociedade egípcia a partir dos protestos que tomaram conta das ruas em julho de 2013, em face da deposição do então primeiro presidente eleito do país, o islamita Mohamed Morsi. A história centra-se o tempo todo dentro de um camburão da polícia, onde um grupo de pessoas, de diferentes origens e com opiniões antagônicas, foi preso arbitrariamente em um desses dias de protesto. O filme chegou a abrir a sessão Un Certain Regard do Festival de Cannes em 2016, além de ter sido pré-selecionado na categoria de Melhor Filme em Língua Estrangeira no Oscar de 2017.

Continue Reading

O Site agora terá mais cara de ‘blog’. Saiba mais.

Pessoal, a partir de hoje o site terá um estilo mais voltado para o formato de blog. Devido ao pouco tempo que estou tendo, fica impossível manter o site atualizado com as últimas notícias sobre o cinema asiático.

Eu costumava trazer notícias sempre atualizadas, trailers novos etc. Mas devido ao pouco tempo, resolvi fazer algumas alterações.

Infelizmente preciso deixar de lado as notícias, e vou focar mais nas críticas e nas análises dos filmes, sempre com o intuito de nos aprofundarmos um pouco mais dentro da cultura asiática pela lente do cinema. Fazer isso me dá a oportunidade de deixar os meus horários mais flexíveis e de trazer conteúdos mais interessantes para os leitores.

Entre trazer uma notícia atualizada e fazer uma crítica ou análise sobre algum filme, eu prefiro optar pelo segundo. O conteúdo é mais proveitoso, útil e atemporal. Há tantos filmes asiáticos belíssimos para conferir e aprender com eles, que a ideia de mergulhar dentro da cultura asiática por meio deles me parece a melhor forma (e a mais divertida) que encontrei para me aproximar mais daquele continente.

O site vai permanecer com o mesmo endereço e vai continuar ativo. O meu objetivo é tornar o ÁSIA NO CINEMA uma das grandes referências no Brasil em termos de Cinema Oriental, e vou estudar e me dedicar bastante para fazer isso acontecer.

Conto com a sua compreensão e espero sua companhia daqui pra frente!

Continue Reading

Confirmado! Hayao Miyazaki vai mesmo lançar um novo filme

Como já era previsto, o aclamado diretor japonês Hayao Miyazaki (A Viagem de Chihiro, Vidas ao Vento) está mesmo trabalhando em um novo filme, segundo o produtor do Studio Ghibli, Toshio Suzuki.

Em uma entrevista na quinta-feira, 23, no qual comentou sobre a animação A Tartaruga Vermelha, indicada ao Oscar na categoria Melhor Animação este ano, Suzuki comentou que o diretor lhe mostrou os storyboards em que está trabalhando.

Continue Reading

Índia bane filme sobre empoderamento feminino

O Conselho Central de Certificação de Filmes da Índia (CBFC, na sigla em inglês) negou o lançamento nos cinemas do premiado filme sobre empoderamento Lipstick Under My Burkha (O Batom debaixo da minha Burca, em tradução livre).

Ele venceu em 2016 o Spirit of Asia Award no Festival de Cinema Internacional de Tóquio, e o Oxfam Award no Festival de Cinema de Mumbai por melhor filme sobre igualdade de gênero.

Continue Reading

Festival de Berlim 2017: Conheça os vencedores asiáticos

A 67º edição da Bernilale, o Festival de Berlim, ocorreu entre os dias 9 e 19 de fevereiro deste ano, com 24 produções internacionais na lista oficial. Desses, 18 disputaram o cobiçado Urso de Ouro.

O Brasil teve participação recorde, com 12 produções exibidas em várias mostras do Festival. Entretanto, o filme Joaquim, do diretor Marcelo Gomes, que representou oficialmente o país, não foi premiado. Já o filme da diretora Júlia Murat, Pendular, foi eleito o melhor na mostra Panorama pela Federação Internacional de Críticos de Cinema (FIPRESCI).

Continue Reading