Iraniano ‘O Apartamento’ vence Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira

Na cerimônia do Oscar ocorrida ontem, 26, o filme iraniano O Apartamento (The Salesman), do diretor Asghar Farhadi, ganhou a estatueta de Melhor Filme em Língua Estrangeira. Ele desbancou os concorrentes Terra de Minas (Dinamarca), Um Homem Chamado Ove (Suécia), Tanna (Austrália) e Toni Erdmann (Alemanha).

‘O Apartamento’ conta a história do casal Emad (Shahab Hosseini) e Rana (Taraneh Alidoosti). Eles encenam a montagem da peça teatral “A Morte de um Caixeiro Viajante”, de Arthur Miller. Um dia, são surpreendidos com o alerta para que eles e todos os moradores do prédio em que vivem deixem o local imediatamente.

O problema é que, devido a uma obra próxima, todo o prédio corre o risco de desabamento. Emad e Rana passam então a morar provisoriamente em um apartamento emprestado. Lá, Rana é surpreendida com a entrada de um estranho no banheiro, justamente quando tomava seu banho. O susto faz com que ela se machuque seriamente e vá parar no hospital. Entretanto, é o trauma do ocorrido que afeta, cada vez mais, as suas vidas.

O filme foi uma das atrações da 40º Mostra Internacional de Cinema em São Paulo ano passado, e já havia sido premiado antes no Festival de Cannes (também em 2016), nas categorias Melhor Roteiro e Melhor Ator (para Shahab Hosseini).

foto anousha ansari oscar 2017 o apartamento the salesman
Oscar 2017: Anousha Ansari, a primeira iraniana a ir ao espaço, recebe o prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira por O Apartamento, no lugar de Asghar Farhadi.

O diretor Asghar Farhadi (que já havia ganhado outro Oscar em 2012 por A Separação) não compareceu ao evento como forma de protesto à lei de banimento de imigrantes de Donald Trump. Quem recebeu a estatueta no lugar dele foi Anousha Ansari, a primeira iraniana a ir ao espaço. No discurso, ela leu a carta que Farhadi escreveu:

“É uma grande honra receber esse prêmio pela segunda vez. Gostaria de agradecer à Academia, meus produtores e os indicados nessa categoria comigo. Eu sinto muito, mas minha ausência é por respeito às pessoas do meu país e de outras seis nações que foram desrespeitadas pela lei que bloqueia a entrada de imigrantes nos Estados Unidos”.

“Dividir o mundo entre nós e os inimigos gera medo e justifica agressão e guerra. Essas guerras impedem o desenvolvimento da democracia. Os cineastas podem usar suas câmeras para mostrar qualidades humanas, romper estereótipos e criar empatia. Nós precisamos hoje de empatia mais do que nunca.”

Uma das primeiras ações de Trump como presidente dos Estados Unidos foi um decreto emitido que barrava temporariamente imigrantes de sete países de maioria muçulmana e de refugiados: Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria, Iêmen e Irã. A Justiça americana, porém, suspendeu de maneira provisória o decreto de Trump, embora o governo norte-americano ainda recorre da decisão.

Outras produções premiadas no Oscar

Oscar 2017: Os Capacetes Brancos (The White Helmets), documentário que acompanha a ONG Defesa Civil Síria, venceu como Melhor Documentário em curta-metragem.

Na categoria Melhor Documentário em Curta-metragem, foram os Os Capacetes Brancos (The White Helmets) que levaram a estatueta. Dirigido por Orlando von Einsiedel e produzido por Joanna Natasegara (em parceria com a Netflix), o documentário acompanha 3 mil voluntários da ONG Defesa Civil Síria, que atua no Guerra da Síria e na Turquia e alega já ter resgatado mais de 60 mil pessoas, enquanto perderam cerca de 150 membros nas áreas de conflito.

Já na categoria Melhor Animação, o aclamado filme A Tartaruga Vermelha, co-produzido pelo Studio Ghibli, perdeu o prêmio para Zootopia: Essa cidade é o Bicho, animação da Disney que já foi premiado sete vezes em diferentes Festivais anteriormente ao Oscar.

Para o ano que vem, o anime japonês Your Name (Kimi no Na Wa) pode ser indicado como Melhor Animação. Apesar dele já ter sido pré-indicado na edição deste ano (e que acabou ficando de fora), ele ainda tem chances de receber uma nomeação, visto que o lançamento do filme nos cinemas dos Estados Unidos só se dará este ano (provavelmente em Abril).

 

 

Artigos Relacionados

Deixe um comentário