7 filmes indicados ao OSCAR que abordam a Ásia para você assistir

oscar lion uma jornada para casa

Como já sabemos, a lista final dos indicados ao Oscar 2017 enfim foi divulgada. O musical La La Land é a grande aposta e recebeu quatorze nomeações no total, seguido de A Chegada, com oito nomeações, Moonlight – Sob a Luz do Luar, também com oito nomeações, e Manchester à Beira Mar, com seis.

Mas vamos debater um pouco sobre a presença asiática nos indicados?  Esse ano, muitas produções que falam sobre terrorismo e imigração envolvendo o Oriente Médio foram indicadas, então separei alguns para serem incluídos na lista abaixo também. A maioria dos filmes da lista não são produções propriamente asiáticas (produzidas por algum país da Ásia exclusivamente), mas todos abordam de modo relevante algum aspecto do continente.

Vamos começar então por um filme do Irã que já foi bastante comentado pela crítica internacional…

1 – O Apartamento

Lançamento no Brasil: 5 de janeiro de 2017

oscar foto-filme-o-apartamento
Oscar 2017: O Apartamento

Esta é uma produção iraniana do diretor Asghar Farhadi que levou uma nomeação na categoria Melhor Filme Estrangeiro. Antes disso, também foi nomeado na mesma categoria no Globo de Ouro, ganhou dois prêmios no Festival de Cannes e ainda fez parte da 40° Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.

O Apartamento (The Salesman) conta a história do casal Emad (Shahab Hosseini) e Rana (Taraneh Alidoosti), que encenam a montagem da peça teatral “A Morte de um Caixeiro Viajante”, de Arthur Miller. Um dia, são surpreendidos com o alerta para que eles e todos os moradores do prédio em que vivem deixem o local imediatamente. O problema é que, devido a uma obra próxima, todo o prédio corre o risco de desabamento.

Emad e Rana passam então a morar provisoriamente em um apartamento emprestado. Lá, Rana é surpreendida com a entrada de um estranho no banheiro, justamente quando tomava seu banho. O susto faz com que ela se machuque seriamente e vá parar no hospital. Entretanto, é o trauma do ocorrido que afeta, cada vez mais, as suas vidas.

Atualização (27/02/17): Adicionado o trailer legendado do filme. Confira:

 2 – A Tartaruga Vermelha

Lançamento no Brasil: 16 de fevereiro de 2017

oscar foto-anime-a-tartaruga-vermelha
OSCAR 2017: A Tartaruga Vermelha

Este enfim ganhou uma indicação na categoria Melhor Animação, correspondendo as apostas dos críticos sobre este filme.

A Tartaruga Vermelha (The Red Turtle) é um anime do holandês Michael Dudok de Wit e que conta a história de um homem perdido em uma ilha deserta lutando por sua sobrevivência, até o dia em que tudo muda quando ele encontra uma grande tartaruga.

O filme foi premiado no Festival de Cannes e foi exibido no Brasil exclusivamente no evento Anima Mundi 2016, que passou pelo Rio de Janeiro e São Paulo. A boa notícia é que ele foi adquirido este ano pela Sony Pictures e será lançado oficialmente nos cinemas brasileiros em fevereiro.

A referência asiática? É um anime co-produzido pelo Studio Ghibli, e que inclusive foi bem elogiado pelo próprio Hayao Miyazaki!

3 – Lion – Uma Jornada para Casa

Lançamento no Brasil: 16 de fevereiro de 2017

oscar foto-filme-lion
OSCAR 2017: Lion – Uma Jornada para Casa

Uma co-produção dos EUA, Austrália e Reino Unido. Lion – Uma Jornada para Casa (Lion) é baseado no livro de Saroo Brierly, um indiano que se perdeu de sua família na Índia quando tinha cinco anos, e que depois foi adotado por uma família australiana. Depois de 25 anos, ele parte em uma jornada em busca de seu passado. O filme foi indicado em 6 categorias, incluindo Melhor Ator Coadjuvante para Dev Patel (o protagonista de “Quem Quer ser um Milionário?”).

Aqui o continente asiático é representado pela Índia, através de um mergulho na história do passado do personagem indiano.

4 – Silêncio

Lançamento no Brasil: 9 de março de 2017

oscar foto-filme-silencio
OSCAR 2017: Silêncio

Silêncio (Silence) é um filme do premiado diretor Martin Scorsese que foi indicado na categoria Melhor Fotografia.

O filme se passa no Japão do século XVII, onde dois padres jesuítas portugueses, Sebastião Rodrigues (Andrew Garfield) e Francisco Garupe (Adam Driver), tentam confortar convertidos locais e lutam para impedir que os senhores feudais torturem padres cristãos. Enquanto procuram o mentor deles, o padre Ferreira (Liam Neeson), os jesuítas enfrentam a violência e a perseguição do governo, que deseja expurgar todas as influências vindas do estrangeiro.

Baseado na obra Chinmoku, de Shusaku Endō, o filme é uma co-produção dos EUA, Japão, Itália, México, Reino Unido e Taiwan.

5 – Os Capacetes Brancos (Documentário)

Lançamento no Brasil: 16 de setembro de 2016 (na Netflix)

oscar foto-documentario-os-capacetes-brancos
OSCAR 2017: Os Capacetes Brancos

Esperado para levar também uma indicação, o documentário Os Capacetes Brancos ( The White Helmets) aborda a guerra na Síria. Fez parte do Festival de Cinema de Telluride e do Festival de cinema de Toronto.

Dirigido por Orlando von Einsiedel e produzido por Joanna Natasegara (em uma parceria com a Netflix), o filme acompanha 3 mil voluntários da ONG Defesa Civil Síria que atua na Guerra da Síria e na Turquia. Eles alegam já terem resgatado mais de 60 mil pessoas, enquanto perderam cerca de 150 membros nas áreas de conflito. O diretor e a produtora já haviam sido indicados antes na Academia, graças ao documentário Virunga, de 2014. Agora, foram indicados na categoria Melhor Documentário em Curta-Metragem.

Segundo a Variety, o ator George Clooney recentemente comprou os direitos do filme, e está procurando, junto com o produtor Grant Heslov, um roteirista para rodar um drama baseado na história. Enquanto o filme longa-metragem não sai, você pode conferir o documentário na Netflix, pois já está disponível por lá.

6 – Watani: My Homeland (Documentário)

Lançamento no Brasil: Sem previsão.

oscar foto-documentario-watani-my-homeland
OSCAR 2017: Watani: My Homeland

Do diretor Marcel Mettelssiefen, Watani: My Homeland é uma co-produção da Síria, da Alemanha e do Reino Unido, e conta a história da guerra civil síria através das experiências de uma família.

Desde os primeiros levantamentos até a crise dos refugiados, toda a trágica história do conflito é capturada pelos olhos de quatro crianças e de seus pais. Filmado durante um período de três anos, é um relato profundamente pessoal e convincente de suas vidas viradas de cabeça para baixo devido a guerra. Ele narra a vida desta família na cidade de Aleppo, onde eles agora enfrentam tanto o bombardeio diário pelo regime sírio quanto a crescente ameaça do auto-denominado Estado Islâmico.

Depois de sobreviver por quase três anos, a mãe Hala decide fugir para a Turquia com sua filha Sara e os irmãos Farah, Helen e Mohammed, na esperança de uma vida melhor na Europa. Sua viagem com seus filhos, de Aleppo para a cidade alemã de Goslar, é capturada com intimidade e honestidade, oferecendo uma visão verdadeira sobre as dificuldades psicológicas e físicas de deixar sua terra natal para sempre.

O documentário foi indicado na categoria Melhor Documentário em Curta-Metragem.

7 – Fogo no Mar (Documentário)

Lançamento no Brasil: 28 de abril de 2016

oscar foto-documentario-fogo-no-mar
OSCAR 2017: Fogo no Mar

Do diretor italiano Gianfranco Rosi, e indicado na categoria Melhor Documentário em Longa Metragem, Fogo no Mar (Fuocoammare) captura a vida na ilha italiana de Lampedusa. Na costa sul da Itália, o local se tornou linha de frente na crise de imigração da Europa. O local virou manchete mundial nos últimos anos por ser o primeiro porto de escala para centenas de milhares de imigrantes que tentam fazer uma nova vida no continente europeu.

A referência asiática aqui está nos refugiados, a maioria vindo do Oriente Médio (juntamente com muitos outros vindos da África). O filme também venceu um Urso de Ouro no Festival de Berlim este ano.

Prato cheio para um cinéfilo, hein?!

Agora vamos torcer para que esses filmes levem alguma estatueta na premiação. A cerimônia vai acontecer no dia 26 de fevereiro.

 

Artigos Relacionados

Deixe um comentário